Aquele tal de Rock and Roll



Rita Lee, com a tão característica cabeleira vermelha, foi a estrela da segunda edição do Rolling Stone Live, em parceria com a Converse, que aconteceu em 28 de junho na Pacha, em São Paulo. Acompanhada de sua banda familiar – que conta com o marido Roberto de Carvalho e o filho Beto Lee (ambos na guitarra) -, a cantora, lendária figura do rock nacional, apresentou hits de sua vasta carreira para o público que se mostrou feliz em recebê-la.

“Agora só falta você” ficou a cargo da abertura da apresentação. Sucessos como “Lança perfume”, “Mania de você”, “Saúde”, “Doce vampiro”, “Erva venenosa” e “Banho de espuma” completaram o set list, que até contou com uma bem sucedida versão do clássico “A hard day’s night”, dos Beatles. Simpática e brincalhona ao longo do show, Rita reclamou do frio paulistano (“Ficar velho é uma merda, com o frio eu encolho”) e, irônica, disse que considera Ozzy Osbourne seu irmão gêmeo.

Durante a execução do clássico “Ovelha negra” foi possível relembrar – no telão localizado no fundo do palco – algumas das mais emblemáticas fases da camaleônica cantora, com imagens que transitavam da infância dela até os dias de hoje. Em uma noite com sorrisos espalhados por todos os lados e um clima contagiante de festa, nada poderia ser melhor do que ter uma grande representante da música nacional em cima do palco rock and roll da Rolling Stone Brasil.




Matéria publicada na coluna Randômica da revista Rolling Stone em julho de 2011.

Escreva um comentário